The Climb

vrb. to rise slowly by or as if by continued effort.
Já ouviu falar sobre o Monte Everest

"Entre o Tibete o Nepal existe uma gigantesca montanha de pelo menos 29.029 pés. Dizem que quando se chega ao topo dela, é como atingir o topo do mundo e cá entre nós, quem nunca sonhou em chegar no topo do mundo? 

Acontece que pelo menos 8.030 pessoas já tentaram chegar ao final, 240 delas desapareceram no meio da neve, 56% das pessoas que alcançaram o topo morreram, a grande maioria não consegue nem ao menos subir alguns metros antes de ter problemas sérios... e ainda assim todo ano são feitas centenas de expedições até lá. "

A vida não é muito diferente de uma escalada ao topo do Everest, pode ter certeza. Em um ano, nós queremos chegar ao topo, temos pressa de colher nossos frutos, temos pressa em chegar a linha de chegada, de ter tudo em mãos. Nós queremos começar e terminar da forma mais rápida o possível sem falhar... Então quero aproveitar pra te contar, 5 coisas que aprendi na minha escalada:

1.  Planeje a viagem mas curta os desvios.

Todos fazemos planos para se concretizarem no fim do ano.  Metas e mais metas que quase nunca conseguimos cumprir o que faz parecer que o tempo foi perdido... mas será que foi? Muitas vezes, ficamos tão preocupados com o ponto de chegada, que não aproveitamos as pequenas paradas, desvios e interrupções que temos no caminho. A ambição nos joga em frente, mas também nos cega de ver que as vezes, um caminho alternativo, mesmo que mais trabalhoso, pode nos levar a coisas melhores.

2.  Escale com um grupo de apoio.

Assim como na subida do monte Everest, ninguém pode subir sozinho. Já aviso que subir em dois também não adianta, é necessário pelo menos três pessoas, para que todos voltem ou cheguem em segurança. Não procure por uma pessoa, mas por um grupo delas. Dê valor aqueles que vão escalar com você e que quando pensar em desistir, vão te ajudar a continuar. Vocês podem passar por momentos ruins ao longo da escalada, talvez alguns se percam no caminho, talvez outros desapareçam, mas pode ter certeza que mesmo que não cheguem lá, aqueles que ficaram ao seu lado estarão lá prontos para a próxima subida.

3.  Não veja o quanto falta, mas o quanto já caminhou.

O pessimismo as vezes bate na nossa porta também. É aquela história do copo meio cheio ou meio vazio. Ficamos tão frustrados e desgastados com o caminho que ainda temos para subir, que esquecemos do quanto já aguentamos e conseguimos até ali. Toda vez que achar que falta muito, pense em tudo que fez até agora e terá certeza que o que resta é muito pouco.

4.  Respire, vá devagar.

Tenha em mente que o ar no Everest é quase escasso quanto mais se a proxima do topo. Quanto mais perto estamos de alcançar algo bom na vida, mais isso vai parecer longe de nós. Tenha paciência, respire fundo e não tenha pressa de correr, você já está quase lá. Não se force a ir mais do que consegue, permita fazer pausas e descansar a cabeça, até por que, se não chegar lá bem, do que adianta?


5. A vida é uma escalada, mas a vista é ótima.

Não importa o quão ruim o caminho possa ter sido. Não importa os tropeços, as falhas, os choros, as perdas... Tenha em mente que toda escalada será difícil, todo começo será difícil, a vida é difícil. Ninguém chegou a lugar nenhum tendo a vida perfeita, por que a imperfeição, a insatisfação, os desafios é que fazem com que a gente queira sempre encarar uma nova escalada. Todos perdemos pessoas pelo caminho, mas lembre-se de todas as pessoas que ainda continuam ali com você, por você.  


Em 2017, dê valor a caminhada e não na linha de chegada. Uma boa escalada a todos!


#TravelingFeathersMusicPost 
"Sempre haverá outra montanha e eu sempre vou tentar chegar até lá. Sempre haverá uma batalha difícil e as vezes teremos que perder. Não é sobre o quão rápido eu vou chegar, nem sobre o que haverá do outro lado, é sobre a escalada. Continue subindo, tenha fé, é tudo sobre a escalada."


You May Also Like

0 comments